CARREGANDO


Alguns recursos desse site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar a navegar nesse site, você concorda em utilizá-los?

VITRA

CADEIRA STANDARD | VITRA

A cadeira Standard de Jean Prouvé tornou-se um dos clássicos mais famosos do 'construtor' francês. O assento e o encosto desta cadeira icônica e discreta estão disponíveis em vários tipos de madeira, e a estrutura de metal vem em cores diferentes.

MEDIDAS

CORES E MATERIAIS

Disponível nas seguintes cores:

DEEP BLACK 12

DARK OAK WITH PROTECTIVE VARNISH 04

NATURAL OAK WITH PROTECTIVE VARNISH 10

JAPANESE RED

Material: Várias opções de materiais e acabamentos, consulte.

DESIGN Jean Prouvé

Jean Prouvé completou seu trabalho como artesão de metal antes de abrir sua própria oficina em Nancy em 1924. Nos anos seguintes, ele criou vários designs de móveis e, em 1947, Prouvé estabeleceu sua própria fábrica. Devido a desentendimentos com os acionistas majoritários, ele deixou a empresa em 1953. Durante as décadas seguintes, Prouvé atuou como engenheiro consultor em vários projetos arquitetônicos importantes em Paris.

 

Ele deixou sua marca na história da arquitetura novamente em 1971, quando teve um papel importante na seleção do projeto de Renzo Piano e Richard Rogers para o Centre Pompidou como presidente do júri do concurso. O trabalho de Prouvé abrange uma ampla gama de objetos, de um abridor de cartas a acessórios para portas e janelas, de iluminação e móveis a elementos de fachada e casas pré-fabricadas, de sistemas de construção modular a grandes estruturas de exposição - essencialmente, quase tudo que é adequado para métodos de produção industrial.

 

Em estreita cooperação com a família Prouvé, a Vitra começou em 2002 a emitir reedições de designs deste grande construtor francês.

Saiba mais sobre o trabalho de Jean Prouvé

PRODUTOS RELACIONADOS

CONTEÚDO

CONTATO

Rua Estados Unidos, 2109
Jardim América - São Paulo
CEP 01427 - 002
+55 11 3088 1238
Facebook Instagram

NEWSLETTER

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES DA MICASA